Por Bruno Gutierrez (coluna Contra Ponto, jornal Diário do Litoral)

Representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santos (Sindserv) estiveram na Câmara, na última semana, para protestar contra o parcelamento da dívida da Prefeitura com o Instituto de Previdência Social dos Servidores Municipais (Iprev). Entre as faixas levadas para a galeria estava uma que dizia: “Prefeito caloteiro, cadê nosso dinheiro”. A frase foi lida por Evaldo Stanislau (Rede) durante discurso na tribuna.

EXPLICA-SE
Pode ser votado hoje na Casa um projeto de lei da autoria do prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) que pede o parcelamento da dívida da Administração Municipal com o Iprev. O chefe do Executivo propõe dividir o pagamento de R$ 22 milhões em 60 vezes.

DESFALQUE
Voz presente em todas as manifestações do Sindserv na Câmara de Santos, o presidente do sindicato, Flávio Saraiva, não compareceu às galerias, na última quinta-feira. O sindicalista se recupera de uma doença respiratória e não entrou na Câmara para evitar o ar-condicionado, mas protestou na porta do Legislativo.

Jornal Diário do Litoral 15/12/2016, página 3