Funcionários e pacientes do Caps AD protestaram e denunciaram problemas (Foto: Matheus Tagé/A Tribuna)

Até o final do 1º semestre, Caps AD II deve passar a atender dependentes químicos em imóvel na Avenida Rodrigues Alves, no Macuco

Por Rosana Rife (A Tribuna)

A Prefeitura de Santos decidiu mudar a sede do Centro de Apoio Psicossocial Álcool e Outras Drogas II (Caps AD II). A medida foi anunciada após protestos de funcionários e pacientes, realizado nesta quinta-feira (6) pela manhã. A manifestação ocorreu por conta do estado precário do atual imóvel, no Macuco.

O secretário de Saúde de Santos, Fábio Ferraz, disse que a previsão de mudança do Caps AD II é até o final do primeiro semestre. Ele sairá da Rua Silva Jardim, 354, e deverá ficar na sede da Sociedade São Vicente de Paulo, na Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, 311, também no Macuco. Outra novidade é que o atendimento passará a ocorrer 24h por dia.

Problemas

Os dependentes químicos atendidos no Caps AD II não conseguem ter acesso a enfermaria e farmácia do local há cerca de dois anos, desde que foram interditados pela Vigilância Sanitária. Telhados quebrados são facilmente encontrados, o que facilita a entrada de bandidos, de acordo com os pacientes.

Após as fortes chuvas dos últimos dias, também há pontos cheios de água na unidade. Uma obra começou a ser executada pelo Município. Mas, devido a furtos, ela foi paralisada.