Foto de 19/06/2019 onde aparecem servidores reunidos após um dos atos em defesa do Adicional de Titularidade.

O Projeto de Lei Complementar que restringe e deixa subjetivo os critérios para o Adicional de Titularidade voltou a andar na Câmara Municipal. No dia 01/10 a Comissão de Finanças e Orçamento (tendo o Banha como relator) encaminhou parecer favorável e o Projeto já pode ser pautado para votação entre os vereadores.

Como se já não bastasse não termos reajuste salarial até 2022 e todos os demais ataques do governo federal e municipal, agora o Paulo Alexandre (autor do Projeto), Banha e companhia querem destruir essa gratificação para a maior parte dos trabalhadores.

Não podemos deixar que mais uma vez o prefeito Paulo Alexandre coloque em prática seu rolo compressor, dando a ordem para os vereadores votarem ataques contra os servidores à toque de caixa.

A Titularidade é um direito conquistado com mobilização e só será mantido com a luta da categoria! Em 2019 travamos uma grande luta e em 2020 teremos que retomá-la. Fiquem atentos, em breve o sindicato chamará a categoria para se manifestar contra mais esse ataque!