Título de matéria do DCM diz: "Plano de retomada das aulas no ES prevê rituais de despedida para alunos e professores que morrerem"

O governo anunciou no dia 25/09 uma lista das 50 escolas particulares que poderão voltar a ter aulas presenciais. A escolha não foi baseada em nenhum critério técnico de saúde, nenhuma inspeção foi feita nos espaços que receberão as crianças, nem nada. As escolas aptas ao retorno são simplesmente as que assinaram, junto com os pais, um termo de responsabilidade.

Ou seja, o governo apenas tenta tirar de suas costas uma responsabilidade que é sua. E, ao mesmo tempo, cede às pressões dos empresários da educação privada e de outras áreas que querem a volta da produtividade total dos seus funcionários que precisam cuidar de seus filhos.

Ignorando completamente a ciência, outro critério que o governo usou foi uma pesquisa de opinião e, pior, sem nenhum controle externo.

Paulo Alexandre dando mais uma forcinha pro Coronavírus

Santos tem recorde na porcentagem de mortes por habitantes. Já são 621 famílias que choram por seus entes que se foram.

E Paulo Alexandre é o principal culpado. No auge da pandemia, colocou milhares de pais e funcionários de escola circulando para distribuição de material, reabriu o comércio, shoppings, bares, praia, liberou esporte coletivo, voltou com o trabalho presencial para várias funções do serviço público que poderiam ser realizadas totalmente de forma remota, obriga os servidores em teletrabalho a assinar ponto presencialmente etc etc etc.

O SINDSERV Santos repudia o retorno às aulas presenciais das escolas particulares e públicas ou qualquer modalidade pedagógica presencial com alunos enquanto não houver vacina.